A proposta surgiu a partir da experiência de quem conviveu, por anos, com a tristeza, o luto e as mazelas decorrentes do divórcio. Certamente, não há vítimas ou culpados. Ou melhor: todos são vítimas, todos padecem do mesmo mal. Os conflitos, as disputas e o apego...

ler mais